fbpx

O que SENTIR e FAZER quando estarmos diante da CONCORRÊNCIA?

Quando o assunto é como lidar com a concorrência, todo empreendedor acaba sentindo um certo receio, frio na barriga, insegurança e, consequentemente pensa em uma guerra em que tem que se sair vencedor. Isso é perfeitamente compreensível, já que construir um negócio demanda muito tempo, dinheiro e investimento pessoal. Ter um concorrente direto disputando o seu mercado é um fator estressante, e é normal que isso cause um olhar crítico no empreendedor.

Na maioria das vezes o empreendedor vê a concorrência como um adversário, mas você já parou para pensar que o concorrente pode ser na verdade um aliado seu?

Nesse cenário competitivo, você deve estar se perguntando em como a concorrência pode ser vista com esta ótica dele ser um aliado? 

A IMPORTÂNCIA da CONCORRÊNCIA

Sem concorrentes os empreendedores não teriam que pensar em diferentes formas de resolução de problemas nem em novas formas de vender para conquistar e fidelizar seus Clientes. A concorrência nos remete a pensar que quando ela existe também existe a demanda pelo produto/serviço que estamos oferecendo, e é real o desejo de nossos consumidores em consumi-los ou compra-los.

Então o ponto positivo é que o nosso produto/serviço tem compradores.

Há ainda a possibilidade de um concorrente acabar, futuramente, se tornando um parceiro. Por isso, fique de olho na sinergia entre sua empresa e as demais. A concorrência pode ser um complemento dos seus serviços. Se preocupe também com a ética. mesmo que seus concorrentes sem sinergia com a sua empresa pareçam incômodos, eles são apenas outros empreendedores que tiveram ideias parecidas com as suas — e que agora estão se esforçando para conseguir um lugar ao sol, assim como você. Atente-se a isso e mantenha a ética sempre. Lembre-se que manter uma reputação sólida de ser uma empresa politicamente correta, é valiosíssimo no ramo dos negócios.

A COMPETIÇÃO é de VERDADE

Quando há concorrência, há também a busca pela excelência e quanto melhor a qualidade do produto/serviço que está se oferecendo, quanto melhor o atendimento, quanto mais ampliamos os horizontes, quanto mais melhorarmos a comunicação, quanto mais procurarmos por novas tecnologias, quanto mais termos novas ideias de marketing e prospecção de novos clientes, quanto melhor for a nossa gestão entre tantas outras variáveis,  maior vão ser as vendas e assim se elevará todo o padrão da empresa, fazendo com que o empreendedor saia da sua zona de conforto envolvendo a todos os seus clientes internos para fazer o melhor, ou seja ele vai conectar o nível tático e o operacional mostrando a importância de todos estarem focados nas mesmas metas e objetivos, em que todos são responsáveis e são cruciais para a empresa. No mundo dos negócios a competição é de verdade e não existe empate. Só há vencedor ou perdedor e não tenham dúvidas se não existisse a concorrência não existiria esforço para vencer.

COMO SABEMOS que a CONCORRÊNCIA EXISTE?

A concorrência existe simplesmente quando ela chega primeiro no bolso do Cliente.

Ela existe quando perdemos um edital e temos a certeza que alguém fez melhor que nós, e aí perdemos o negócio.

Em negócios não existe chegar em segundo lugar, e se isto acontece somos “vice” e perdemos a competição.

A CONCORRÊNCIA traz MOTIVAÇÃO

Outro ponto que concorrência traz é a motivação. A competição impulsiona o empresário a buscar diferenciais e virar o jogo quando perceber que está prestes a perder o jogo.

O que vale nesse momento é a criatividade do empreendedor ao buscar vantagens no mercado e fazer melhor que a concorrência.

Use a concorrência a seu favor e não tenha medo da competição. Seja sábio colocando em prática novas maneiras de se pensar em vitória. Passe a pensar de forma mais abrangente, observe o todo e faça com que o concorrente vire seu aliado para pensar veladamente em estratégias.

TIPOS de CONCORRÊNCIA que podem ROUBAR o seu CLIENTE

Quem pode “roubar” o seu cliente? Existem três classificações de concorrência: concorrência direta, concorrência semelhante e concorrência substituta. Todas estas três concorrências têm influência direta sobre o seu negócio, e o cliente na hora do fechamento da compra pode optar pela concorrência e não pela sua empresa.

Os concorrentes diretos são aqueles que oferecem, basicamente, o mesmo produto ou serviço que a sua empresa, como a Coca-cola e a Pepsi, que vendem refrigerantes à base de cola.

O concorrente semelhante é aquele que não oferece identicamente o mesmo produto ou serviço que a sua empresa disponibliza na prateleira, mas que estão no mesmo mercado e atuam junto aos seus clientes, com soluções próximas às suas. Exemplos são a Subway e o Burguer King, que, apesar de oferecerem produtos similares e não literalmente iguais, mas que atuam no mesmo segmento de fast food.

O concorrente substituto não oferece um produto igual ao seu nem compartilham o mesmo mercado, porém resolvem o mesmo problema que sua empresa resolve. Como exemplos, podemos citar carro, moto e ônibus, produtos diferentes que resolvem a uma mesma necessidade do cliente: a locomoção.

Todos este três tipos de concorrência podem perfeitamente “roubar” o seu cliente. Para isto não acontecer o que temos que fazer? INOVAR, criando diferenciais competitivos com criatividade.

PREÇO NÃO É TUDO

Cuidado para não entrar na concorrência de preços, a competição sangrenta e predatória – este é o oceano vermelho – uma vez que quem tem mais fôlego financeiro vai ganhar a guerra, e o pior pode levar a sua empresa a comprometer o seu fluxo de caixa e fechar as portas. Existe uma máxima que diz: “Todos nós compramos o melhor que podemos com o dinheiro que temos”, então pensar que o cliente só quer o mais barato é balela. Ofereça o melhor, um algo a mais e convença ao seu Cliente, que você não é mais um e sim que você se diferencia por alguma coisa que o seu concorrente não tem. Mostre e prove isto – este é o oceano azul. 

APRENDA com a CONCORRÊNCIA

Os concorrentes também podem ter lições valiosas a passar para nós empreendedores. Pesquise os casos de maior sucesso no seu segmento e busque incorporar estas ideias nas suas estratégias melhorando-as sempre. Outra dica de lições valiosas é estar atento aos erros já cometidos por essas empresas concorrentes — fica mais fácil evitá-los no futuro se você já os conhece desde agora, ou seja preventive na sua empresa os erros da concorrência. Que bom que a concorrência sempre vai existir e nos incomode. Temos que encará-la como alguma forma saudável tanto para clientes como para as próprias empresas e profissionais envolvidos.

Pense nas olimpíadas. Veja que em uma competição olímpica existem vários atletas, preparados e candidatos a uma medalha de ouro, num mesmo nível e merecedores da vitória.

Mas o ouro vai apenas para um – “o melhor”.

O sol nasceu para todos, mas a sombra vai somente para um, e este “um” é quem se esforçou, treinou mais e se diferenciou.

Rumo ao COVID zero!…..nova normalidade…..#novanormal…..

SUCE$$$UUU SEMPR$E !!!

Sérgio Rocha Lima – Consultor, mentor e professor

www.rochalimaconsultoria.com.br